Dúvidas sobre o câncer

Tamanho da letra:
A
A
    
Links permanentes:
    

O QUE É O CÂNCER?

O câncer é um crescimento anormal das células de um órgão ou tecido.

O corpo humano é constituído de centenas de diferentes tipos de células, todas com um comportamento diferenciado. Uma célula do rim, por exemplo, contém a mesma informação genética de uma célula do cérebro, mas papéis completamente diferentes. Câncer acontece quando uma minúscula parte do mecanismo da célula dá errado.

O QUE É UMA CÉLULA CANCERÍGENA?

Por existirem centenas de tipos de células existem centenas de tipos de câncer, poucos deles podendo ser tratados do mesmo jeito. Toda a vida da célula está mapeada em instruções codificadas, chamadas de genes, guardadas dentro do núcleo das células. Essas informações dizem como a célula deve se comportar, quando deve se reproduzir por divisão ou quando morrer.

Quando as informações relatando como a célula deve se dividir e quando deve morrer estão erradas, a célula pode começar a se dividir de forma incontrolável, e não morrer quando deveria. Além disso, o câncer pode não seguir as regras usuais para manter as células controladas. A cada vez que a célula se divide, a má instrução é reproduzida e passada adiante. Então, essa multiplicação fora de controle é levada paras as novas células, resultantes das outras divisões.

Como se não bastassem serem defeituosas, as células cancerígenas se dividem mais rápido que as saudáveis e terminam por formar um agrupamento chamado de tumor ou lesão, dependendo do tecido ou órgão atacado. À medida que o tumor vai crescendo, ele consegue criar seu próprio conjunto de veias, para, por meio delas, não ficar sem alimento, que é recebido através do sangue.

O tipo de célula em que cada câncer começa vai, geralmente, determinar a velocidade com que cada um cresce, a sua resistência ao tratamento, além de várias outras variáveis. O câncer prejudica a saúde de uma pessoa de várias formas. O tamanho do tumor pode interferir em órgãos próximos, ou ductos que carregam importantes químicos do corpo, causando dor, ou outros sintomas.

Por exemplo, um tumor no pâncreas pode crescer até bloquear o ducto da bile, levando o paciente a desenvolver uma obstrução no local, que é prejudicial à saúde. E um tumor no cérebro pode empurrar partes importantes do órgão, causando apagões, desmaios e outros problemas. Já tumores benignos podem causar esses problemas se localizados em locais errados. Quando um câncer invade um tecido próximo, ele pode causar o sangramento de um vaso prejudicado pelo tumor e forçar o órgão que ele está invadindo a parar de funcionar.

O QUE ACONTECE SE O CÂNCER SE ESPALHA PELO CORPO?

À medida que um tumor cresce, as células do tecido podem romper limites e começar a se espalhar para outros tecidos e órgãos, num processo chamado metástase. Por exemplo, se um câncer de intestino se espalhar pela "parede" do intestino em si, ele pode começar a crescer na bexiga.

Células também podem entrar na corrente sanguínea e viajar para órgãos distantes, como os pulmões ou o cérebro. Quando novos tumores se formam em órgãos distantes, eles se comportam como o tumor original: um câncer de intestino crescendo nos pulmões não é um câncer de pulmão. Uma vez que outros órgãos estão envolvidos, então vários sintomas do câncer começam a se manifestar de maneira mais incisiva. De qualquer forma, isso pode acontecer algum tempo antes do tumor crescer o suficiente para produzir sintomas em certas partes do corpo e o paciente ter notícia do câncer se manifestando.

Uma vez que o tumor começa a se espalhar além do seu local de origem, então as chances de cura começam a cair, e se torna mais difícil o tratamento.

COMO É O TRATAMENTO?

Existem três maneiras principais de tratar o câncer: A primeira é a cirurgia, normalmente conduzida para parar o crescimento do câncer, e, dependendo do tipo de câncer, inclui-se a retirada de tecido e órgão próximos ao tumor. Um paciente de câncer pode, inicialmente, se submeter a uma operação chamada biópsia, que retira um pequeno pedaço do tumor, para ser analisado. O cirurgião tenta remover o máximo do câncer possível, mas algumas vezes um tratamento extra é necessário. Esse pode ser feito também na forma de radioterapia e quimioterapia, ou uma combinação dos tratamentos.

Saiba mais
Sacada legal
“O que não se espera acontece com mais frequência do que o que se espera”.
- Tito Plauto, pensador e teatrólogo romano, sec. III.
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122