Rosemary da Silva: entre ensinamentos e aprendizados

A funcionária Rosemary da Silva, mais conhecida como Meirinha, trabalha para o Grupo Med Imagem há quase dez anos. Nesta entrevista ela conta como, por muito tempo, conciliou o trabalho com a paixão pela matemática e por um grupo de alunos.

Tamanho da letra:
A
A
  
  
Link permanente:
    
Publicado em: 15/10/2007

Nos últimos tempos Rosemary da Silva Lima tem ocupado um posto diferente do que estava acostumada. Professora por nove anos de uma mesma turma de alunos, hoje, ela é a estudante no sexto período do curso de Administração de Empresas.
 
Meirinha, como é mais conhecida pelos funcionários do Grupo Med Imagem, começou a se interessar pela área de administração a partir da experiência que adquiriu trabalhando no setor de compras do Hospital Prontomed. ?Cheguei ao Prontomed antes mesmo da inauguração, em 1997. Era responsável por organizar o serviço de farmácia do hospital, depois fui transferida para o setor de compras, onde obtive meu maior aprendizado?, diz.
 
Apaixonada por matemática, a funcionária se acostumou a manter uma dupla jornada. Durante o dia, comprava, recebia e distribuía medicamentos e materiais para todo o Prontomed. Durante a noite, Meirinha se transformava na professora de reforço de uma antiga turma de alunos.
 
?Comecei a dar aulas como uma fonte de renda, quando ainda não tinha emprego. Isso foi no final da década de 80. Mesmo depois, quando comecei a trabalhar no serviço de farmácia de um hospital, continuei com minha turma de crianças. Gosto muito de matemática e dos alunos também, por isso fiquei dando aulas à noite e permaneci com esse mesmo esquema quando cheguei ao Prontomed?, conta.
 
Meirinha passou quase dez anos acompanhando a mesma turma de estudantes. ?Quando começamos, meu aluno mais novo tinha apenas quatro anos de idade. Hoje, todos estão bem encaminhados, formados. Tenho aluno que se tornou dentista, nutricionista. É muito bom reencontrá-los?, afirma. 
 
A função de professora foi abandonada quando percebeu que já era hora de investir em seu próprio aprendizado. ?Quando fui transferida para o setor de compras surgiu essa vontade de conhecer melhor aquilo tudo, de aprender mais e achei que o curso de administração me daria isso?.
 
Mas a separação dos alunos de tantos anos, agora adolescentes, não poderia ser fácil. ?Adiei por alguns anos esse vestibular, fiquei dando minhas aulas particulares, mas com o estimulo das colegas da Med Imagem, acabei fazendo as provas e passei em 10º lugar?. 
 

"Trabalhar no Grupo Med Imagem é um grande aprendizado"
No ano passado, por uma série de questões administrativas, Meirinha deixou a equipe do Prontomed. Mas, pouco tempo depois, foi convidada a retornar. ?Precisavam de alguém que conhecesse bem a estrutura e o processo de compras de materiais e equipamentos do Grupo Med Imagem e lembraram do meu nome?.
 
Há alguns meses, ela desenvolve um trabalho minucioso, unificando o cadastro dos produtos adquiridos por quatro empresas do Grupo. São mais de 11 mil produtos cadastrados pela funcionária. Um trabalho que deve facilitar toda a sistemática de compra das empresas. ?Já estamos na fase de conferência do novo cadastro, mas têm outros desafios vindo por aí?.

?Trabalhar no Grupo Med Imagem foi sempre um grande aprendizado. Tanto na farmácia, que já era um serviço que eu dominava, como no setor de compras, o que foi bastante desafiador. Agora, a empresa me deu mais essa oportunidade de aprender?, complementa.
 
Atualmente, a ex-professora segue na sua dupla jornada, agora, como estudante de Administração e codificadora de dados do Grupo Med Imagem. Mas quando sobra um tempinho no meio da semana, Meirinha aproveita para sair com os colegas, amigos que ela fez na empresa, de preferência, para dançar um forrozinho.
 
Os fins de semana já são reservados para a família. ?Gosto de passar os fins de semana com meus pais, na tranqüilidade do sítio em que eles moram. Mas quando puder, também sonho viajar o mundo inteiro?.
 
Rápidas
 
Uma música: MPB
Um livro: Tudo ou nada, de Roberto Shinyashiki
Um desafio: só viver já é um desafio
Uma alegria: ainda ter meus pais
Um lugar: Não sei, queria conhecer o Brasil todo, começando pelo Piauí.

Clarissa Poty
15.10.2007

Comentários
Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Deixe seu comentário
Nome *
Email *
Seu comentário *
Saiba mais
Sacada legal
“O que não se espera acontece com mais frequência do que o que se espera”.
- Tito Plauto, pensador e teatrólogo romano, sec. III.
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122