Oncomédica modifica rotina de atendimentos: confira as orientações

As mudanças são para garantir a segurança de nossos pacientes oncológicos.

Publicado em: 19/03/2020

Com o aumento no número de casos de pessoas infectadas pelo coronavírus e considerando que os pacientes oncológicos fazem parte do grupo de risco para a COVID-19, a Oncomédica se preparou para melhor atender nossos pacientes e fizemos algumas modificações na nossa rotina de atendimentos. Confira abaixo:

Orientações para consultas na Oncomédica

  • Consultas de rotina: adiadas para pacientes que completaram o tratamento e/ou pacientes em acompanhamento, sem sintomas;

  • Consultas pré-quimioterapia: mantidas;

  • Consultas de casos novos (investigação de casos suspeitos para câncer, diagnóstico oncológico recente/definição de tratamento): mantidas.

Orientações para idas à Oncomédica

  • Evite trazer mais de um acompanhante à consulta ou à sala de tratamento;

  • Evite trazer crianças para a clínica;

  • É proibido entrada na clínica de acompanhantes com sintomas gripais;

  • Nossa equipe entrará em contato na véspera do tratamento ou consulta para avaliar a presença de sinais e/ou sintomas respiratórios para podermos orientarmos a melhor conduta;

  • Em caso de surgimento de sintomas como tosse, febre, fraqueza, dores no corpo, calafrios e/ou dor de cabeça entre em contato previamente conosco antes de vir à clínica para podermos orientarmos como proceder.

Orientações gerais aos nossos pacientes:

  • Pacientes em tratamento ativo devem manter as aplicações da terapia oncológica sempre que possível para diminuir a chance de perda de eficácia do tratamento;

  • Cuide do seu sistema imunológico: durma bem, alimente-se com comidas saudáveis, mantenha-se ativo;

  • Evite, sempre que possível, locais com muita gente ou espaços fechados;

  • Realize higiene das mãos de maneira correta e frequente;

  • Nos casos de tosse, coriza ou espirros, cubra o rosto com lenço descartável ou cubra a boca com a dobra interna dos cotovelos;

  • Evite receber visitas de familiares ou amigos com sintomas respiratórios e/ou com passagem em áreas de risco.

 Para terminar, é importante lembrar:

  • Nem toda febre acompanhada de tosse será COVID-19;

  • A maioria dos casos pela doença são leves e devem ser manejados em casa;

  • O teste para a COVID-19 está indicado apenas para pacientes que necessitem de internação hospitalar;

  • Não tenha preconceitos com outros pacientes que apresentem tosse. Muitas vezes, a tosse não está associada a um quadro infeccioso;

Conte conosco nesse novo desafio!

Álbuns

Instagram