Paciente da Oncomédica tem redução de 70% na queda do cabelo com uso de touca inglesa

O serviço é gratuito e a conservação dos fios acontece devido ao resfriamento do couro cabeludo.

Publicado em: 26/09/2019

Dona Mércia Martins consegui uma ótima resposta ao uso da touca inglesa.

A paciente da Oncomédica Mércia Martins concluiu esta semana o seu primeiro ciclo de quimioterapia. Com um sorriso no rosto, ela expressou gratidão e alegria com o resultado do tratamento. Além de ter vivenciado esses dois meses com pensamento positivo, a tecnóloga em radiologia apostou no uso da Touca Inglesa como ferramenta complementar para reduzir a queda dos cabelos. 

“Eu acreditei, primeiramente, na proposta da touca. Desde o início eu acreditei que o resultado seria positivo, por isso eu não cortei os meus cabelos, como muitas pacientes fazem quando o cabelo começar a cair. Eu esperei e realmente o cabelo diminui o volume devido à quimioterapia, mas foi uma queda em torno de 30%, para mim valeu a pena”, contou Mércia, que completa: “Eu indico o uso da touca inglesa. Claro que tem também o fator psicológico que influencia muito em todo tratamento”, destacou a paciente.

image
A paciente usou a Touca Inglesa desde o início do tratamento com a quimioterapia.

Mércia Martins revelou ainda que seguiu à risca as orientações sobre os cuidados com o cabelo. “Antes de começar a primeira sessão a gente vem aqui na Oncomédica e somos orientadas sobre os cuidados que devemos ter com os cabelos. O tipo de shampoo e condicionador apropriados, que devemos usar uma touquinha de seda para dormir, entre outras coisas. É entregue um formulário com todas as orientações que a gente tem que ter em casa para obter o melhor resultado. E eu segui tudo à risca, acho que por isso também os meus cabelos caíram pouco”, disse.

image
O cabelo diminuiu o volume, mas a queda foi só de 30%.

A enfermeira da Oncomédica Laiany Santos comemorou o resultado do uso da touca em dona Mércia, mas lembrou que o percentual de queda vai depender do tratamento indicado e da resposta da paciente.

“Nós tivemos uma resposta muito gratificante no tratamento da dona Mércia.  Ela teve apenas 30% de queda, ou seja, foi conservado 70% dos cabelos. Mas é importante esclarecer que a questão do percentual de queda dos cabelos vai depender muito do protocolo de tratamento indicado para cada caso. Então, é esperado que outras pacientes tenham uma queda maior, porque o objetivo da touca inglesa é reduzir a queda, mas ela vai acontecer”, explicou a enfermeira.

Ela informou ainda que a Oncomédica disponibiliza o uso da touca para pacientes com diagnóstico de câncer de mama e ovário.

Touca Inglesa

image
A Touca Inglesa tem aprovação da Anvisa.

A touca adotada pela Oncomédica usa um moderno sistema de resfriamento do couro cabeludo capaz de proteger as raízes da absorção dos medicamentos utilizados na quimioterapia, além de garantir conforto e segurança para as pacientes.

O equipamento conta com aprovação dos órgãos reguladores como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e é a única, no Brasil, com certificação pela Agência Federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (FDA).

Orientações sobre uso

Entre as orientações que devem ser seguidas para o correto uso da touca, estão: evitar a luz solar direta no couro cabeludo; não utilizar produtos químicos nos cabelos, como tinturas, permanentes, gel, spray e reparador de pontas; dormir com fronha e touca de seda ou cetim para evitar atrito e o emaranhamento dos fios de cabelo durante a noite, evitar também secadores de cabelo com ar quente, pranchas ou aparelhos que submetam o cabelo/couro cabeludo ao calor excessivo.

Esses e outros cuidados podem ser conferidos no manual completo que pode ser lido aqui.  

Por Catarina Santiago

Álbuns

Instagram