Qual é a hora certa para comer?

Nutricionistas indicam que as pessoas evitem grandes intervalos de tempo sem comer.

Tamanho da letra:
A
A
  
  
Link permanente:
    
Publicado em: 27/08/2018

Lembra da dica da vovó para sempre tomar um café da manhã reforçado? Ela estava certa e isso pode até ajudar na manutenção e perda de peso. "O café da manhã, ou desjejum, é a principal refeição do dia", afirma Sonia Trecco, nutricionista-chefe do serviço ambulatorial do Hospital das Clínicas da USP. A importância se dá por ela ocorrer logo após um longo período de jejum —a noite anterior, caso não tenha havido nenhum assalto à geladeira (evite isso).

E o hábito de acordar de supetão, trocar de roupa rápido e sair correndo de casa para o trabalho ou para a academia? Também é melhor evitar. Segundo Trecco, há dois riscos principais associados a pular o café. O primeiro está ligado a possíveis episódios de hipoglicemia, que podem levar até mesmo a desmaios.

Outro perigo é a fome levar a consumir um alimento qualquer na rua —o risco de a escolha não ser saudável é imenso. A nutricionista afirma que cafés da manhã com leite e seus derivados —pelo menos para quem não tem intolerância—, pão e frutas é o recomendado. "Não pule o café da manhã", reforça Trecco.

E quanto ao horário das outras refeições, existe uma recomendação? "Ao longo do dia nosso metabolismo se torna mais lento", afirma Érika Suiter, coordenadora do serviço de alimentação do Hospital Sírio-Libanês. Isso indica que grandes refeições à noite, quando o dispêndio energético se aproxima de um mínimo, podem dificultar a manutenção ou a perda de peso, considerando que a energia se tornará reserva.

Trocando em miúdos, o que o metabolismo faz nessas circunstâncias é transformar comida em estoque energético —gordura—, já que a energia ali contida não se faz necessária naquele instante.

Além do café reforçado, as nutricionistas indicam que as pessoas façam refeições fracionadas e evitem grandes intervalos de tempo sem comer: o ideal é se alimentar a cada duas ou três horas. "É melhor dar preferência para carboidratos com fibras —produtos integrais— ou frutas, que contribuem para o funcionamento intestinal", diz Érika Suiter.

Consumir os alimentos devagar e em ambientes tranquilos ajuda a manter uma alimentação saudável, tendo em mente que a digestão começa na boca.

Relembrando:

1. Tome o café da manhã; concentre-se em laticínios, pães e frutas;
2. Coma a cada duas ou três horas;
3. Nada de refeições pesadas no jantar; elas podem causar refluxo


Fonte: Folha
Edição: F.C.

Comentários
Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Deixe seu comentário
Nome *
Email *
Seu comentário *
Saiba mais
Sacada legal
Compreender é saber como seguir adiante.
- Ludwig Wittgenstein, filósofo.
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122