Dicas nutricionais para pacientes oncológicos

Efeitos colaterais do tratamento podem acabar atrapalhando o bom andamento das refeições. Mas segundo a nutricionista Erlen Pimentel a escolha de um cardápio adequado ajuda, e muito, aos que querem manter o prazer de comer bem.

Publicado em: 19/08/2008

Pacientes oncológicos costumam enfrentar certas dificuldades com a alimentação. Isto porque alguns efeitos colaterais do tratamento acabam atrapalhando o bom andamento das refeições. Mas segundo a nutricionista Erlen Pimentel, da Oncomédica, a escolha de um cardápio adequado ajuda, e muito, aos que querem manter o prazer de comer bem.

Para reagir ao tratamento, o paciente oncológico deve permanecer bem alimentado. "Este paciente precisa seguir uma dieta hipercalórica, rica em calorias e proteínas, para que se mantenha bem nutrido e preparado para as etapas do tratamento", frisa a nutricionista da Oncomédica. Mas efeitos colaterais, como a boca seca e os enjôos e náuseas, dificultam a manutenção da dieta. O problema pode ser vencido com a escolha dos alimentos certos. "A radioterapia, a quimioterapia e a própria cirurgia podem gerar certos desconfortos alimentares aos pacientes. Mas somos capazes de combater estas sensações com a definição da dieta adequada", ressalta Dra. Erlen.

Aqui, o cliente Oncomédica confere uma lista de alimentos que ajudam a encarar alguns efeitos colaterais do tratamento.

Náusea e vômito: o paciente deve fazer uma escolha por alimentos mais secos, como bolachas de água e sal e torradas. Também é recomendável que ele fracione as refeições, se alimentando de duas em duas horas e diminuindo a quantidade de alimentos ingeridos de uma só vez. "Outra dica importante é fugir do cheiro dos alimentos, ficando longe dos locais onde eles estão sendo preparados", destaca Erlen.

Boca seca: A sensação, que pode surgir após seções de quimioterapia, pode ser combatida com a utilização de balas azedas ou de hortelã durante o dia. Na hora das refeições, acrescentar às receitas condimentos como orégano e louro também torna o alimento mais agradável ao paladar. "Dar preferência a alimentos com molho e enxaguar a boca antes das refeições também ajuda bastante", destaca a nutricionista da Oncomédica.

Alteração do paladar: Aqui, também cabe a utilização de balas azedas ou de hortelã. Além disso, evitar alimentos em temperaturas extremas, muito quentes ou muito gelados, é outra dica importante. Por vezes, o uso de talheres de metal pode ampliar este desconforto. "O paciente começa a sentir o gosto do metal em meio ao dos alimentos", explica Erlen. Neste caso, a substituição por talheres de plástico resolve o problema.

Estas foram as dicas da Dra. Erlen Pimentel. Caso você tenha alguma dúvida, pergunte ao seu médico, ou envie para o Fale Conosco do Portal Oncomédica, clicando aqui!

Clarissa Poty
19.08.2008

Álbuns

Instagram