Previna seus filhos de doenças criando uma “lancheira saudável”

O problema é que o consumo regular de guloseimas excessivamente gordurosas, com açúcar e sal, pode levar as crianças a desenvolverem doenças que antigamente era incomum para essa faixa etária, além, claro, do excesso de peso.

Tamanho da letra:
A
A
  
  
Link permanente:
    
Publicado em: 18/03/2016

Toda mamãe procura que seu filho faça uma alimentação saudável. O ideal seria monitorá-lo o dia inteiro, mas isso é impossível. O horário do recreio, por exemplo, é um momento fundamental para as crianças, sobretudo no quesito refeição. Os pais sabem da dificuldade que é fazer com que o filho se alimentem bem neste intervalo no colégio. Sabe o porquê da dificuldade? Pergunte a seu filho se ele prefere uma maçã a uma bolinha de queijo ou uma caprichada coxinha? É, mamãe. Para nossa felicidade, essa batalha pode ser vencida!

A lancheira pode estar cheia de alimentos saudáveis. Frutas, pão integral com queijo branco e um suquinho natural... Mas no recreio é comum haver troca de lanches entre os próprios amiguinhos. No fim da história, seu filho acaba comendo as guloseimas não aconselhadas.

Bolachas recheadas, bolos com coberturas, refrigerantes e sucos artificiais são alguns exemplos dos alimentos preferidos das crianças.

O problema é que o consumo regular de guloseimas excessivamente gordurosas, com açúcar e sal, pode levar as crianças a desenvolverem doenças que antigamente era incomum para essa faixa etária, além, claro, do excesso de peso.

Essas doenças podem ocasionar diabetes do tipo 2 e hipertensão, difíceis de serem tratadas com crianças, já que a restrição alimentar é grande. Diabetes e hipertensão são doenças que aparecem mais rapidamente, mas existem outras que por conta da má alimentação aparecem mais tarde, como câncer de intestino, mama, rim e pâncreas por falta de uma alimentação rica em fibras.

Estratégias para convencer a criança - Devemos sempre lembrar que o exemplo começa em casa. Se os pais realizam uma alimentação desequilibrada, pobre em frutas e legumes e rica em refrigerantes e pães brancos dificilmente irão conseguir com que a alimentação do seu filho na escola seja adequada.

Se desde pequenina a criança se acostumar com uma alimentação saudável não vai ligar se comer as “bugigangas” só de vez em quando, pois sua alimentação em casa já é assim.

Pais e escola devem conversar para que a alimentação das crianças na hora do recreio seja cada vez melhor. Conscientização de pais e crianças, merendas saudáveis e cantinas com opções de lanches benéficos para a saúde são algumas atitudes que podem mudar os hábitos das crianças.

As guloseimas não são proibidas se os pais e crianças souberem dosar a quantidade. De vez em quando uma guloseima acompanhada de frutas, suco natural ou pão integral não tem problema. Assim a criança não passa vontade e não tem o porquê fazer a troca do seu lanche com o coleguinha.

image

Fonte: UOL
Enviada por JC
Edição: F.C.

Comentários
Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Deixe seu comentário
Nome *
Email *
Seu comentário *
Saiba mais
Sacada legal
“O que não se espera acontece com mais frequência do que o que se espera”.
- Tito Plauto, pensador e teatrólogo romano, sec. III.
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122